Reasons why I do not live in Portugal – part whatever


Há cerca de uma semana recebi por correio a notificação que o meu ‘permit’ de trabalho e residencia na Suiça vai expirar daqui a 2 meses e que era necessário renovar. Trazia um formulário a preencher ao qual deveria juntar uma fotografia e uma fotocópia do cartão de cidadão português e a prova de pagamento da renovação (do e-banking ou nos correios). Vinha igualmente um envelope já com o endereço para enviar o todo. Tempo “perdido” a tratar do assunto: 1h depois do jantar. Preço: 110 € para a renovação mais a fotocópia, fotografia e selo. Tempo de trabalho perdido: 0. O novo ‘permit’ será enviado cá para casa.

Ao mesmo tempo dei-me conta que o cartão de cidadão português expirava esta semana. Fui ontem ao consulado às 8h para renovar. Uma hora mais tarde parti porque tive de ir trabalhar (felizmente a 5 minutos do consulado). Consegui uma pausa às 11h e passei outra hora sem sucesso. Imensa gente, tudo avançava lentamente. Regressei hoje às 14h, de propósito do centro de Genebra e felizmente havia pouca gente e em 15 minutos renovei o cartão. Mas terei de lá voltar para levantar o cartão, pois não enviam a casa (o passaporte enviam, vai-se lá saber porquê). Tempo “perdido” até hoje: 4h, dos quais 3h de trabalho. Preço: 21 €.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.